×
Utilize aspas para busca exata.

Política de Cookies

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet. Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore magna aliquyam erat, sed diam voluptua. At vero eos et accusam et justo duo dolores et ea rebum. Stet clita kasd gubergren, no sea takimata sanctus est Lorem ipsum dolor sit amet.

fechar

Política de Privacidade

fechar

Política de Uso de Dados

fechar

Notícias do Atividades Físicas Voltar para o Atividades Físicas

Abrir Filtros

Núcleo de Marketing debate futuro da comunicação

Núcleo de Marketing debate futuro da comunicação

O futuro da comunicação foi tema da reunião do Núcleo de Marketing da Acib ocorrida na quarta-feira (28). O convidado foi Gustavo Teixeira, gerente de Planejamento e Marketing da NSC. Segundo ele, a comunicação hoje é sobre afinidade, relevância e voltada para um mundo contextual. "Não importa a plataforma, somos produtores e curadores de conteúdo. Como profissionais de marketing,  temos que estar atrelados ao contexto”, observou.

 

Teixeira explicou que, antes, tínhamos uma comunicação de massa e hoje temos uma comunicação cada vez mais segmentada, por isso é preciso entender as diferenças de cada público. "A estratégia de comunicação tem que ser muito bem detalhada,  precisamos entender a jornada de cada consumidor. Por isso é necessário investir em pesquisa”, apontou. 

 

Citou entre as principais tendências da comunicação a mídia programática na tv e T-Commerce (formato que possibilita venda e interações com a televisão usando apenas o controle remoto). O próximo passo, na opinião do especialista, é aumentar a interação social da TV, ou seja, transformá-la em uma grande rede social.

 

Além disso, Gustavo Teixeira citou tendências como Emotion AI (inteligência artificial para videochamadas); uso de assistentes pessoais; reconhecimento facial, de voz, por proximidade, genético; e-commerce VR; realidade aumentada; provadores virtuais; dark stores (varejistas que estão transformando lojas apenas para entrega); revolução no delivery (veículos elétricos criados para entrega, por exemplo); live Commerce, entre outras.

 

Compartilhe: